Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gotas de Sol

Qui | 24.06.21

Amar-me

Menina do Mar

foto.jpg

      Qual é a minha primeira casa!? O meu corpo.

      Para quê estar sempre a encontrar defeitos no corpo onde habitamos toda a vida!?

     Houve muitos anos que odiava o meu corpo. Não que andasse a pensar nisso a toda a hora, mas, por exemplo, na hora do banho eu não gostava do que via no espelho. Magra. Esquelética quase. Não porque queria. Era por uma questão de ansiedade que não conseguia comer… Tinha a perfeita noção do que via no espelho. Magra. Magríssima. E nunca gostei.

   Na praia… Eu amo praia. Usava biquíni, mas não gostava. Caminhar da toalha até ao mar era intimidatório para mim. Só se viam ossos…

     Mas CHEGA.

     Toda a gente a dar-me a mão, a caminhar comigo e eu a olhar numa única direção??

     CHEGA.

   Encontrei o namorado que me valoriza e que me ajuda a eu própria me valorizar… Como não agradecer tudo isto?? Não só a ele, mas também a todas as pessoas que sempre me deram a mão...

     Os problemas de ansiedade continuam, mas consigo controlar melhor e comer melhor.

     Sinto diferenças no que vejo, embora continue magra.

     Coloco as mãos na cintura e não sinto só ossos. Que alegriiiiia!

     Pernas mais definidas, muito derivado às caminhadas que comecei a fazer com o L.

     Não sou nenhuma modelo, nunca quis ser…

     Nasci de olhos castanhos, continuam a ser castanhos, mas estou a mudar a minha visão perante a vida, começando pelo meu bem-estar físico e mental.

      A mudança sempre esteve em mim. Eu apenas não queria acreditar nisso.

      Porquê??

     Simples. Porque custa muito ganhar balanço, ganhar coragem e dar o passo seguinte. No entanto, quando tens ao teu lado pessoas extraordinárias e, principalmente, quando te valorizas e acreditas em ti, vais conseguir encontrar forças onde nunca esperaste – no fundo do teu ser…

    No meu caso, foi feito muito trabalho mental (que ainda continua a ser feito todos os dias). Aprendi a agarrar oportunidades, a não me importar com o que o vizinho do lado diz, a focar no meu objetivo, a querer amar-me acima de tudo. Sabes porquê? Porque eu sou a pessoa mais importante da minha vida.

     E tu!?

    Tu és a pessoa mais importante da tua vida. Faz por ti. Faz para ti. Acredita. Luta. Define objetivos. Vence. E se em algum instante sentires que estás a perder na tua luta, acredita que esse momento é o balanço para uma etapa ainda melhor.

 

Escrito do meu coração para o teu coração!

3 comentários

Comentar post