Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gotas de Sol

Sex | 29.01.21

O L. escolheu e eu escrevi

Menina do Mar

      Hoje foi o L. que escolheu o tema do texto, ou melhor… Escolheu uma fotografia para eu escrever sobre ela…

      Já que estamos os dois fechados, vamos lá ocupar o tempo de formas criativas!

      A imagem foi esta:

176.jpg

(imagem retirada da internet)

      Agora é que ele me tramou!

      Não sou ligada ao desporto. Nunca fui.

     A verdade é que há um ano fui desafiada a fazer a minha primeira caminhada e adorei! 10 Km’s logo para começar em bom (era suposto serem apenas 5, mas trocaram-me as voltas).

     Desde aí que fiquei com o bichinho das caminhadas na natureza e cheguei a acompanhar a minha amiga em mais algumas…

     Até que conheci o L. e desde então que a sapatilha no pé e as calças de fato de treino têm reinado na maior parte dos fins-de-semana.

     Ambos adoramos natureza! E eu já apanhei o gosto por caminhar (e confesso que com ele é ainda melhor!).

     Olhando para a imagem, do lado esquerdo para o lado direito… Vamos analisar… No início, quando começamos, pode parecer-nos que é difícil, ficamos com dores, custa a colocar o fato de treino e a sapatilha no pé… (vemos o lado mais escuro)… O segredo é ir, mesmo assim! Passo atrás de passo e acabas por sentir, no final, uma luz em ti própria! A luz da conquista! A luz de que foste capaz! E todo o ambiente que te envolve se torna mais leve! Tu ficas mais leve! (vemos o lado mais luminoso)…

     Agora não dá, a não ser que vivas numa zona onde o podes fazer, com muita natureza à volta, onde não te cruzes com ninguém… Quando conseguires, experimenta esta atividade… Começa devagarinho e vai aumentando os Km’s, a velocidade… Sente e segue o teu próprio ritmo…

      Vamos ativar o corpo e aliviar a mente!?

Ter | 26.01.21

Corações em Ação

Menina do Mar

corações em açao.jpg

      Há muitos anos que gostava de fazer voluntariado… Nunca tive essa oportunidade antes e agora que posso não sei por onde começar. Ou melhor… Não sabia…

     Decidi criar esta página de facebook, onde peço a quem conheça quem necessite de ajuda, na zona de Coimbra (por enquanto) para fazer chegar até mim…

      A ideia estava semeada há muito tempo. Foi no primeiro dia de isolamento que a decidi colocar em prática…

     Estava a criar a página e vejo uma entrevista na televisão sobre um senhor que precisava de ajuda e que quem estava mais próximo não olhava para ele, não ajudava, não dava a mão. Nesse momento pensei que eu estava no caminho certo. Era mesmo aquilo que tinha de fazer… Teria mesmo de avançar…

    Corações em Ação foi o nome que decidi dar a esta causa. Quero muito fazer corações sorrir. Quero ajudar a dar rumo a algumas vidas…

      A vocês peço que vejam, que gostem, que partilhem… Se conhecerem parceiros ou poderem vocês próprios juntarem-se a esta causa, agradeço!

     Vamos ajudar?

Ter | 26.01.21

Eu e o bicho (entenda-se, covid)

Menina do Mar

1 (391).jpg

(imagem retirada da internet)

      Hoje é o 10º dia de sintomas.

     As dores de cabeça foram horríveis. Parecia que a minha cabeça ia explodir. Além de Brufen e Bem-u-ron, cheguei a colocar um pano de água fria à volta da cabeça por essas dores serem tão más… Ajudou a aliviar…

      Ontem acordei sem dores. Andei todo o dia sem tomar medicação.

      Hoje acordei sem dores.

    Vou falar hoje novamente com a minha médica de família e, em princípio, vai mandar-me fazer novo teste (pelo menos foi o que me disse na semana passada).

     Tenho um grupo no whatsapp com os meus colegas de trabalho. Estamos todos muito unidos. Eu escrevi-lhes que este bicho não ia ser mais forte que eu. Que eu ia dar-lhe um pontapé tal que ele voltava para a China.

     Hoje já estive a conversar com eles. Estão a dar-me força e orgulhosos de mim e da força que não mostro ter, mas que tenho. Sou a caçula do grupo, entenda-se!

     O lado positivo disto tudo (sim, temos de encontrar para tudo um lado positivo) é ter tempo para refletir sobre a minha vida. Como se eu estivesse a olhá-la de fora. Perceber o que está bem e o que precisa de ser mudado…

      Sejam fortes neste confinamento.

    Prefiram ficar em casa (se tiverem essa possibilidade) a ir para a rua… Vamos ser fortes para combater este bicho horrível. Ele não nos pode vencer…

Pág. 1/6