Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gotas de Sol

Qui | 02.01.20

Quem sou eu?!

Menina do Mar

189.png

(imagem retirada da internet)

      Por um lado esta é uma das perguntas mais fáceis... Sou sonhadora. Sou extrovertida e introvertida  (sim! Depende muito dos lugares onde estou e com quem estou!). Tenho uma paixão inexplicável pela dança e pela escrita. Amo incondicionalmente o Sol e o Mar. A praia é um dos meus lugares-casa. A tranquilidade do campo é vida. Gosto de ler. Sou a Menina-do-Mar e a Menina-dos-abraços. Se eu sentir verdadeiramente quem me abraça, é garantido que essa pessoa tem o meu coração. Gosto de abraços. Não gosto de beijos. Não sou de me dar facilmente, mas quando me dão razão para o fazer, dou-me a sério. Não sou sociável. Gosto do meu canto, da minha casa. Gosto de observar. Não gosto de sítios com muitas pessoas, porque parece que me falta o ar. Estou a aprender a viver o presente. Adoro o meu trabalho. Adoro cantar no carro. Sou muito, mas não permito que os outros vejam a imensidão que sou. 

      E agora vem o outro lado da história...

    Por outro lado é muito difícil responder a esta pergunta, porque não me entrego facilmente e poucas pessoas me conhecem verdadeiramente. Poucas pessoas sabem aquilo que sou capaz de dar, aquilo que sinto, aquilo que me preenche. 

   Basicamente, dentro de casa, sou uma pessoa que não permito que as pessoas de fora conheçam... 

... e eu sei que sou tanto...

... sou carinho, sou aconchego, dou colo, sorrio com o coração e tenho brilho no olhar.

     Sou muito estranha e isso caracteriza-me, mas, ao mesmo tempo, bloqueia-me e não me permite ser...

      Esta sou eu.

      Esta é aquela menina que quer crescer e fazer acontecer em 2020.

 

Vens comigo nesta aventura?

Qui | 02.01.20

O início

Menina do Mar

      Todos dizemos, repetidamente, "ano novo, vida nova". O que realmente fazemos para que assim seja? Quantas vezes acabamos a dizer que, no ano que passou, não aconteceu nada?

       Eu faço parte desse grupo de pessoas, mas quero, convictamente, mudar isso. Quero preencher a minha vida em 2020. Quero tentar, quero fazer, quero rir, quero chorar (porque faz parte), quero fazer acontecer.

       Conheço-me, acima de tudo, e sei que esta não é uma tentativa fácil, de todo. No entanto, a vida é feita de desafios. Pode dar certo. Pode dar errado. Mas tentei... 

       2019 foi o ano em que me permiti recuperar, de modo a olhar para mim de outra forma. Aprendi a observar-me na totalidade: o positivo e o negativo. Foi o ano da preparação, como me disseram. Preparação para o ano que já se avistava. Se 'preparação' foi a palavra de ordem do ano 2019, quero que 'mudança e concretização' sejam as palavras de 2020. Que a mudança aconteça em muitos aspetos. Há necessidade disso.

      Tenho plena noção que existem aspetos que não dependem única e exclusivamente de mim e aí terei de ser flexível. Ainda assim, irei lutar. 

      Quero ler este texto no final do ano e sentir que vivi como desejava, que fiz acontecer, que tentei...

      A meta já foi cortada, agora terei de dar o meu melhor nesta corrida, observando cada detalhe no caminho...

 

      Tenho uma paixão enorme pela escrita e uma grande necessidade de partilha. Porque não juntar aqui as duas coisas? 

Pág. 4/4